Os perigos das dietas de baixa caloria

Já reparou na quantidade de “dietas milagrosas” para perder uns quilinhos rapidamente? Entretanto, por mais que tragam benefícios em curto prazo, essas dietas também podem trazer problemas no futuro, como o popular efeito sanfona.  “Dietas de baixas calorias e não supervisionadas podem deixar de suprir o organismo com importantes nutrientes e são potencialmente perigosas, podendo levar a doenças sérias”, alerta o nutrólogo Sandro Ferraz.

Isso ocorre porque quanto mais rígida a dieta, mais o organismo procura ganhar reservas de gordura para consumir em períodos de carência de nutrientes, fazendo com que a dieta tenha o efeito reverso e a pessoa adquira mais peso posteriormente. “No meu ponto de vista, qualquer dieta executada por uma pessoa sem acompanhamento profissional é maléfica”, ressalta Ferraz.

Segundo o nutrólogo, além de não oferecerem riscos à saúde, dietas com acompanhamento médico geram outros benefícios ao paciente, como corpo e organismo saudáveis.

Dietas em alta

Este ano, como de costume, o verão também traz algumas dietas que estão na moda. A “low carb” (baixo carboidrato), que prioriza um baixo consumo de carboidratos, e a cetogênica, baseada na ingestão de altos níveis de gorduras, estão entre as principais.

Apesar de apresentarem resultado positivo na maioria dos casos, elas não fogem à regra e também precisam de acompanhamento profissional, já que não funcionam do mesmo modo para todos. “Antes de ser proposta uma dieta ao paciente, precisa ser levado em conta alguns parâmetros como: ritmo de vida, atividade física e intensidade e horários adequados”, finaliza o nutrólogo.

No Comments

Leave a Comment