Dicas de make para pele negra

Uma queixa comum das mulheres negras diz respeito às tonalidades de base e pó específicos para sua pele. “Uma cor errada pode acabar com a beleza da pele negra” alerta a maquiadora Renata Almeida. A especialista dá algumas dicas que irão ajudar, passando desde a escolha do tom, como a maneira certa de fazer o contorno do rosto para valorizar ainda mais os traços.

A escolha do tom

Geralmente o produto para contorno é de dois a três tons mais escuros que a pele, pois assim vai criar uma ligeira sensação de profundidade nos pontos estratégicos do rosto.

Para a iluminação, pode-se usar um tom mais claro de base ou corretivo, criando ponto de luz sem brilho, o que fica mais natural. O brilho do iluminador pode ser usado, mas com parcimônia e em locais certos, como o alto da maçã do rosto, sempre buscando tons aquecidos como o dourado.

Os pontos perfeitos para criar o contorno vão depender do formato de rosto de cada mulher, pois varia a necessidade de profundidade e ampliação. A professora e maquiadora Renata Almeida exemplificou os quatro formatos mais comuns e qual a melhor maneira de criar o contour.

Arredondado: contornar as laterais da testa e do maxilar puxando suavemente para o osso zigomático (ele é o coringa do afinamento das maçãs). Ilumine o centro da testa e a ponta do queixo.

Oval: o rosto oval é o que mais se aproxima da simetria considerada ideal pelos visagistas, logo a necessidade de contorno é muito pequena. Para realçar esse formato, faça o contorno na região do osso zigomático, somente para criar aquela profundidade digna de top model e ilumine o centro da testa, queixo e acima das maçãs.

Longo: o rosto alongado necessita de um encurtamento e os pontos principais é o topo da testa (raiz do cabelo central) e a ponta do maxilar e queixo. Ilumine na região abaixo das olheiras para criar um ponto de luz estratégico.

Quadrado: esse formato de rosto tem dimensões bem proeminentes e destacadas. Para o contorno ideal é necessário escurecer as laterais da testa até as têmporas e as do maxilar, criando uma sensação mais ovalada. Iluminar o eixo do rosto (centro da testa e a ponta do queixo) é certeiro para essa silhueta.

No Comments

Leave a Comment