Cuidado com as doenças de outono

O outono chegou! E com a estação surgem preocupações quanto às doenças que comprometem o aparelho respiratório, como a gripe, a pneumonia e a coqueluche. Típicas dos meses mais secos e frios, elas são transmitidas pelo contato direto da pessoa doente com outra suscetível (não vacinada), por meio de gotículas de saliva expelidas pela tosse, espirro ou fala.

Os médicos reforçam que a vacinação é uma arma eficaz na prevenção, principalmente dos casos mais graves. Por isso, crianças e gestantes precisam ser vacinadas. Adultos e idosos (esse último considerado grupo de risco) também devem reforçar a vacinação. Crianças menores de dois anos e idosos têm maior probabilidade de adoecerem e são os mais propensos a apresentar formas graves dessas doenças que podem evoluir para o óbito.

No caso da gripe, independentemente da idade, a vacinação deve ser anual, pois a vacina só fornece proteção por 6 meses a 1 ano e pode ocorrer variação de cepas entre os anos.

Quando existe coincidência entre as variantes do vírus influenza em circulação na comunidade e aquelas contidas na vacina naquele ano, a eficácia da vacina varia de 70% a 90% contra as formas graves da doença.

A campanha de vacinação do Ministério da Saúde contra a gripe terá início em abril, mas a vacina já está disponível na rede particular. Como após a vacinação ainda são necessários 30 dias para atingir o pico máximo de proteção, o quanto antes as pessoas se vacinarem, melhor. Assim, quando chegar o período de maior circulação do vírus (maio e junho), elas já estarão com nível de anticorpos adequados.

O Brasil tem registrado aumento significativo no número de casos dessas e outras doenças. A Coqueluche, por exemplo, registrou um salto de 979 casos em 2009 para mais de 6 mil casos em 2013. Já a Gripe estima-se que acometa de 5 a 15% da população, provocando de 3 a 5 milhões de casos graves e de 250.000 a 500.000 mortes todos os anos. De acordo com o Calendário Oficial de Vacinação da Sociedade Brasileira de Imunizações, as vacinas contra a Gripe (Gripe Tetravalente), a Pneumonia (Pneumocócica 13 valente) e a Coqueluche (Tríplice bacteriana DPT) devem ocorrer ainda nos primeiros anos de vida. Entretanto, os especialistas chamam a atenção para a importância da vacinação adulta.

No Comments

Leave a Comment