Os cuidados com os pés e pernas no Carnaval

O Carnaval é só no fim de fevereiro, mas os blocos de rua já estão agitando o fim de semana de quem é folião de carteirinha. Com o calendário cheio de eventos é difícil sair ileso daquela dorzinha incômoda depois de tanta agitação e horas em pé. Mas, será que tem como amenizar esse desconforto?

Segundo o ortopedista Mauricio Marteleto, especialista em coluna e membro titular da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, é possível evitar a dor nos pés se o folião optar por calçados confortáveis, tênis ou outro sapato acolchoado. “As rasteirinhas não são boa opção por conta do risco de pisões que podem causar pequenas fraturas e também porque o solado totalmente horizontal sobrecarrega a lombar. Calçados com cano alto também são boas opções para evitar torções”, orienta o especialista.

O alongamento também pode ser um grande aliado para evitar contraturas musculares e tendinites por esforço repetitivo. “Se possível, faça um breve alongamento dos membros inferiores antes e depois da folia. Ele vai ajudar a evitar lesões musculares. Também é valido manter ar pernas elevadas durante pelo menos uma hora”, sugere o ortopedista.

Mas, se nenhum desses cuidados evitar aquela dor de fadiga muscular, nos primeiros três dias pode ser aplicado gelo sobre a área dolorida e em seguida compressas mornas. A temperatura mais baixa vai auxiliar na diminuição do diâmetro dos vasos sanguíneos e combater o inchaço, melhorando a contração muscular e consequentemente a sensação de fadiga. Massagens locais também ajudam a relaxar o músculo e propiciam a sensação de bem estar.Entretanto, o especialista alerta: ”Os casos mais graves que apresentem inchaço e perda da mobilidade devem ser avaliados por um ortopedista. A consulta médica precoce pode excluir as lesões mais graves que exijam imobilização e/ou cirurgia, evitando sequelas permanentes”, finaliza Marteleto.

No Comments

Leave a Comment